Carreira

Concurso do INSS poderá ser realizado após 2 meses do edital




Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Em junho deste ano, o Ministério da Economia autorizou a realização de concurso público para a contratação de novos funcionários para o Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) , após vários anos sem realização deste tipo de prova, impactando no atendimento do instituto e causando longas filas de espera.

Nesta segunda-feira (1), uma nova portaria autoriza que o INSS reduza o prazo entre o lançamento do edital do concurso e a realização da prova objetiva, que terá  1 mil vagas para técnicos do seguro social, acelerando o processo.

O prazo foi reduzido para dois meses, isso quer dizer que os candidatos terão menos tempo para estudar uma vez que o conteúdo programático for disponibilizado no edital.

Via de regra, quando um concurso é autorizado pelo governo, o prazo para divulgação do edital é de até seis meses após a publicação da portaria, que aconteceu no dia 13 de junho, então o instituto teria até o dia 13 de dezembro para liberar o edital.

Com a alta demanda do INSS e a reclamação constante dos beneficiários com a fila de espera, que já supera o tempo previsto e acordo com o governo, o órgão tem pressa na realização e já informou que a banca organizadora do concurso deverá ser escolhida ainda em agosto.

A realização da prova é uma conquista do instituto, mas o número de vagas é bem menor do que foi solicitado e do que é necessário para o bom funcionamento. O INSS havia enviado ao Ministério da Economia a solicitação de 7.575 novas contratações, sendo 6.004 para técnico do seguro social e 1.571 para analista do seguro social, conseguindo apenas 1 mil novas vagas.

Podem prestar o concurso do INSS brasileiros que tenham nível médio de escolaridade e o salário previsto para a categoria é de R$6.500.

Leia Mais

Saiba como se preparar para o concurso do INSS

 



Fonte: Portal Contábeis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.