Carreira

Como colocar em prática melhorias para saúde mental nas empresas



A saúde mental dos colaboradores, em qualquer nível hierárquico, é fundamental para o bom funcionamento empresarial, influencia nos resultados, nas entregas, nos relacionamentos e na forma como a empresa é conduzida como um todo.

Priorizar a saúde mental no trabalho é algo que requer a realização de ações coordenadas e constantes. Somente dessa forma será possível extrair resultados de qualidade desse tipo de iniciativa, como o aprimoramento da motivação e equilíbrio das suas equipes.

Vale lembrar que, entre outros prejuízos, um ambiente que não se preocupa e até interfere na saúde mental de seus colaboradores tem muito mais dificuldades de reter e atrair talentos. Ou seja, as pessoas não pensarão duas vezes em deixar aquela empresa, além disso impactar a imagem dela no mercado. Sem talentos, fica impossível se desenvolver.

Priorizar a saúde mental no trabalho é algo que requer a realização de ações coordenadas e constantes. Somente dessa forma será possível extrair resultados de qualidade desse tipo de iniciativa, como o aprimoramento da motivação e equilíbrio das suas equipes.

Para ajudar a melhorar a saúde mental dentro dos escritórios com ações práticas, confira dicas feitas pela empresa de recrutamento Robert Half para implementar nas organizações, essenciais para o empreendedor priorizar a saúde mental dentro do trabalho.

1. Implemente um programa de saúde mental

Depois de analisar a realidade da empresa, verificando as necessidades em relação aos problemas com a saúde mental dos colaboradores e gestores, chega o momento de implementar um programa direcionado a essa questão.

Ele deve ser um conjunto de iniciativas com o objetivo de melhorar a qualidade de vida dos profissionais. Ninguém se sente bem trabalhando sob pressão, mas, muitas vezes, é preciso lidar com situações de estresse. Por isso, as estratégias devem ser voltadas para as formas de enfrentar os acontecimentos adversos sem prejudicar a si mesmo e a empresa.

2. Ofereça benefícios

O principal benefício relacionado ao bem-estar é o plano de saúde, porém, além da cobertura de psicólogos e psiquiatras já oferecida, a contratação de um profissional para conversar com os colaboradores mensalmente pode ser uma saída e uma boa forma de incentivar os colaboradores a olharem para a própria saúde mental.

Além disso, o empreendedor pode avaliar incluir na lista de parceiros, empresas ligadas à saúde mental, oferecendo descontos, podendo colaborar para o equilíbrio do funcionário, que sabe que pode contar com alguma ajuda externa nesses momentos.

3. Incentive atividades físicas

As atividades físicas trazem benefícios para o corpo e para a mente, mas nem sempre o colaborador tem tempo disponível para se dedicar à academia ou até mesmo para fazer uma caminhada. 

Existem vários educadores físicos que disponibilizam serviços específicos para empresas, como exercícios laborais e atividades recreativas. Os momentos de lazer também são essenciais para manter uma boa saúde mental e podem fazer parte do dia a dia da própria empresa.

4. Apoie os colaboradores

Apoie campanhas das quais os familiares dos colaboradores estão envolvidos. Além disso, faça eventos para incentivar a amizade dentro da empresa, assim você mantém todos conectados, evitando as famosas panelas.

Agradecer e reconhecer o trabalho também é uma forma de apoiá-los. O líder precisa deixar claro que está preocupado com a saúde da equipe Para isso, vale deixar recados, enviar mensagens e conversar com o time. Só é possível saber quem precisa de apoio mais específico, como um acompanhamento psicológico, se tiver uma relação de troca eficiente.

5. Mantenha um canal ativo de feedback

A saúde mental, por mais que seja um assunto em voga na sociedade moderna, ainda é um tabu para muitos empresários e, principalmente, para grande parte dos trabalhadores. Algumas vezes, nenhum deles conseguem identificar esses problemas, tratando o estresse constante, a ansiedade e até mesmo a depressão com naturalidade.

Ao tomar essas atitudes todos saem perdendo, é por isso que a comunicação interna precisa ser mais saudável. Os colaboradores podem não se sentir confortáveis em uma conversa aberta, mas desabafam em espaços como fóruns e canais particulares, mesmo que seja um e-mail. 

6. Use a tecnologia a seu favor

Para que todas as ações relacionadas até aqui sejam contempladas dentro da sua empresa, a tecnologia é a sua maior aliada. Em tempos de distanciamento social, invista em atividades e maneiras de manter o relacionamento e o contato com os colaboradores de maneira virtual.

Happy hours, cafés e outras experiências que antes eram feitas apenas presencialmente podem ser migradas para o ambiente virtual como uma alternativa para evitar que o distanciamento social cause danos emocionais e motivacionais aos colaboradores. 

7. Ofereça psicoterapia como benefício

Ao colocar a saúde mental no trabalho como prioridade, também é necessário olhar além dos limites físicos do escritório. Ou seja, o empreendedor pode garantir que os seus funcionários tenham o acompanhamento adequado a partir de um profissional qualificado.

Para isso, basta oferecer psicoterapia como um dos benefícios da empresa. Além do benefício para a saúde mental das equipes, essa oportunidade pode fazer com que trabalhar naquela organização seja muito mais atrativo.

8. Treine as lideranças

Alguns erros comuns dos gestores podem comprometer a saúde mental dos trabalhadores e gerar consequências para a empresa. Isso exige o devido treinamento para as suas lideranças saberem como agir de forma a não comprometer a saúde mental de suas equipes.

Além disso, esse tipo de ação precisa ser periódica. Afinal, sempre existirá a necessidade de atualizar conhecimentos e integrar novas lideranças às diretrizes abordadas até então.

9. Incentive a interação entre as equipes

Evite ao máximo aquele clima distante entre as pessoas no escritório. Afinal, uma das consequências do isolamento é prejudicar a saúde mental dos trabalhadores. Utilizar ferramentas que incentivem a interação entre eles torna-se algo essencial para o bem-estar de todos.

É por isso que tantas empresas costumam ter um happy hour e demais confraternizações como parte do calendário interno. No entanto, é preciso ir além do básico e realmente ouvir suas equipes a respeito do tipo de interação que preferem.

10. Aposte na readequação do trabalho

Além de equipes unidas, uma estratégia importante de ser implementada para preservar a saúde mental no trabalho, é readequar o trabalho como um todo. Identifique os colaboradores que estão com uma carga horária elevada e sobrecarregados. Veja a possibilidade de delegar algumas responsabilidades para outros.

Se for necessário, e se estiver dentro das possibilidades, aumente a equipe contratando novos profissionais. Trabalhadores sobrecarregados e cansados mentalmente podem levar o dobro do tempo para cumprir uma tarefa. Por esse motivo, em grande parte das vezes, é mais vantajoso para a empresa dividir o trabalho entre dois profissionais.

11. Realize eventos voltados para a saúde mental

Uma das formas de cuidar da saúde mental no trabalho é realizar eventos voltados para esse fim. O empresário pode contratar serviços que ajudem os seus colaboradores a aumentar o seu bem-estar e diminuir o estresse. Um bom exemplo são aulas de yoga e alongamento.

Algumas empresas contam com esses serviços de forma rotineira. Já outras, apostam em eventos para esse fim. Se esse for o caso, escolha um dia do final de semana, um local bonito e promova o dia do relaxamento e da yoga, por exemplo. Os colaboradores devem relaxar, deixar os problemas de lado e aproveitar para voltar renovados para o trabalho na segunda-feira.

12. Proponha palestras a rodas de conversas

Para cuidar da saúde mental no trabalho, o gestor pode investir em palestras e rodas de conversas entre os colaboradores e profissionais da área da saúde mental. Psicólogos, psiquiatras e pessoas que motivem outras são algumas opções para serem trazidas para dentro da empresa.

Para organizar os eventos, você pode dividir a equipe em pequenos grupos, e oferecer rodas de conversas entre aqueles que têm uma maior afinidade, trabalham na mesma equipe ou enfrentam os mesmos problemas e dilemas. As palestras podem ser mais abrangentes e contar com a presença de um número maior de colaboradores.

13. Avalie os resultados e melhore as ações

Após implementar várias ações com foco em saúde mental no trabalho, isso não significa que as preocupações terminaram. Em vez disso, é preciso ficar de olho nos resultados que essas iniciativas têm na sua empresa para fazer ajustes conforme forem necessários.

Além disso, novas demandas podem surgir conforme aparecem tendências inovadoras e transformações no comportamento das pessoas. Então, mantenha-se sempre em um caminho de aprimoramento constante.

Com informações Robert Half



Fonte: Portal Contábeis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.