Nove em cada dez pessoas mudaram padrões de consumo durante a pandemia