Tributário

mais de 380 mil empresas aderiram ao programa




Pexels

O prazo para adesão ao Programa de Reescalonamento do Pagamento de Débitos no Âmbito do Simples Nacional (Relp) terminou na última sexta-feira (3). Ao todo, foram feitas 380.322 adesões, segundo a Receita Federal.

Desse total de adesões, 255.695 foram realizadas por empresas e 124.627 por microempreendedores individuais (MEI) .

O pico de adesões ocorreu no último dia do prazo – antes da prorrogação -, dia 31 de maio, com mais de 50 mil empresas e MEI aderindo ao programa, segundo o Fisco. 

Confira abaixo as adesões por estados:

mais de 380 mil empresas aderiram ao programa 2

Relp

O Relp inclui todas as dívidas apuradas pelo Simples Nacional até o mês de fevereiro de 2022. A adesão pôde ser feita pelo e-CAC, no site da Receita Federal ou pelo Portal do Simples Nacional.

Os empresários puderam parcelar as dívidas em até 180 vezes, com redução de até 90% das multas e juros, dependendo do volume da perda de receita da empresa durante os meses de março a dezembro de 2020 (calculado em relação a 2019). Parcelamentos rescindidos ou em andamento também também puderam ser incluídos.

O parcelamento de débitos já inscritos em Dívida Ativa da União deve ser negociado junto à Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN).



Fonte: Portal Contábeis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.