Câmara aprova valor de R$ 1.100, mas ele pode ser reduzido se Senado não aprovar até terça